25.5.05

MY WORK

My work
is prose and poetry
but I like more Rose
than dinasty.
My Rose
is mine
and dinasty
I have no one.
Poetry only
is my dinasty
my work
but I like prose too
when I am with Rose
comprennez-vou?


fotografia de Miguel Carvalhais
António Gancho nasceu em Évora em 1940. Cliente assíduo de hospitais psiquiátricos, passou a fazer parte integrante da Casa do Telhal em 1967. Foi Herberto Helder quem primeiro reparou na sua poesia, tendo sugerido à Assírio & Alvim a publicação de O Ar da Manhã (1995) – reunião, em quatro partes, da maioria do labor poético de António Luís Valente Gancho. Compõem O Ar da Manhã os conjuntos: O Ar da Manhã (1960/1967 – 36 poemas), Gaio do Espírito (Dez. 85/Fev. 86 – 30 poemas), Poemas Digitais (Jun. / Jul. 89 – 50 poemas) e Poesia Prometida (Dez. 85 – 10 poemas).

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home