7.4.06

Diz que

Jesus, afinal, caminhou sobre gelo e não sobre água. Eu, que ateu me confesso, preferia-o a adejar planícies verdejantes, a flutuar sobre mares revoltosos, a mover-se em passos de mágica nos quatro cantos do mundo. Estou farto das explicações científicas. Um Jesus explicado, assim como quem explica fenómenos meteorológicos improváveis, é um Jesus insalubre. Começo a ficar saturado de tanta explicação, de tanta ciência, de tanta física e de tanta química acumuladas. Até um ateu precisa de sonhos. Um Jesus com poderes sobrenaturais, com asas invisíveis e uma visão de raio-x, não faz mal a ninguém. Tal como o Pai Natal, que apenas traz infelicidade ao mundo quando por trás das barbas postiças mostra as rugas do rosto.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home