26.5.06

EXORCISMOS


De acordo com critérios pessoais, tudo o que é contrastante agrada-me.
A minha moral: dispenso lições de moral.
Não é por a mulher ser a negação do homem que vou deixar de gostar de mulheres.
O desconforto, por si só, não justifica uma boa avaliação. Os erros ortográficos, por exemplo, causam-me um tremendo desconforto. São para penalizar.
Mais que a complacência, o que há de detestável no ser português é a preguiça da generalização.
O que vem de fora só é realmente genial até nós irmos lá fora.
P.S.: Bebo o café sem açúcar. Mas nunca engulo as porras.

4 Comments:

At 3:44 da tarde, Blogger salomé said...

Nunca uma "banda sonora" do insónia fez tanto sentido!

 
At 3:57 da tarde, Blogger Silvia Chueire said...

A mulher é a negação do homem ?

 
At 5:40 da tarde, Blogger hmbf said...

Explicações possíveis:

1. Quero dizer que para gostar de preto não tenho que não gostar de branco. Esse é um critério de gosto tão legítimo quanto outro qualquer.
2. Quando a conversa começa pela lição de moral, volto as costas. Nunca me dei bem com paternalismos de espécie alguma. Talvez daí os problemas com o papá.
3. A mulher é a negação do homem na medida em que, por exemplo, está apta a parir e o homem não. Tormentos de pai reincidente? Quiçá.
4. Em termos estéticos, um dos critérios de gosto é o desconforto que uma obra causa. Se nos causa algum desconforto é porque, em certa medida, é boa. Mas só em certa medida. Por isso mesmo, nem tudo o que é desconfortável merece uma boa avaliação. Assim como uma arte confortável não tem que ser, necessariamente, má.
5. É uma batalha antiga à qual por vezes é impossível resistir. As generalizações dão sempre em terríveis preconceitos. Detesto generalizar. Odeio quando me obrigo a fazê-lo, por mera questão de simplificação do discurso.
6. A gente diz muito mal do que tem próximo porque nunca viu o próximo à distância. Sei lá, basta descer a Marrocos e fica-se com saudades de Portugal.

 
At 9:03 da tarde, Blogger salomé said...

... quanto a "Mais que a complacência, o que há de detestável no ser português é a preguiça da generalização"
eu tinha percebido que te chateava as pessoas terem preguiça de generalizar. E isso seria muito estranho!

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home