14.11.06

O meu lugar é o E6.

Há quem procure o seu lugar no mundo como quem procura um lugar na sala de cinema. Uns e outros, às escuras, vão tacteando os espaços vazios. Quando encontram o lugar sentam-se, mais ou menos confortavelmente, esperançados que valha a pena o que pagaram pelo bilhete. Entretanto, os mais irrequietos abandonam o filme a meio. Já os conformados esforçam-se sempre por ficar, pelo menos, até que o filme acabe. No entanto, só uns poucos, muito poucos, têm paciência para ler os créditos até ao fim.

4 Comments:

At 7:20 da tarde, Blogger Isis said...

:) gostei.

 
At 7:23 da tarde, Blogger hmbf said...

:)

Tem link no título. ;-)

 
At 8:27 da tarde, Blogger JOSÉ ROLDÃO said...

Gostei de seu blog. Cheguei aqui através de uma busca por matérias e textos sobre Gonçalo M. Tavares; comecei a ler os outros posts e fiquei.

Deixo-lhe o convite para estender seu olhar até meu blog.

Mando-te Bons ventos, aqui do Brasil!

 
At 6:01 da manhã, Anonymous Anónimo said...

Adorei a metáfora muito bem trabalhada. Vou pensar ao contrário pois serve-me...ou seja, se eu sou do grupo das pessoas que nos cinemas fica mesmo até que as luzes todas se acendam...mesmo até aos créditos, então sou das que na vida...aguentarei até ao final? Dá-me um fim...faz um texto ao contrário...é que eu não costumo procurar muito o meu lugar no cinema: enconttro-o.

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home