28.10.07

Corrente lógico-aleatória

O Henrique lançou-me este desafio e como tenho uma queda especial para estas coisas, agarrei logo no primeiro livro que estava na pilha desarrumada da mesinha de cabeceira: fui parar às " Ficções" do Jorge Luís Borges, ed. Teorema, p-161, 5ªfrase:

"espalhados pela face da terra"

Não resisto a enviar também o contexto da frase, trata-se da ficção intitulada "A Seita da Fénix" e acontece o seguinte na abertura da página 161:

"...; de pouquíssimo lhes vale identificarem-se com todas as nações do globo.
Sem um livro sagrado que os congregue como Escritura para Israel, sem memória comum, sem essa outra memória que é uma língua, espalhados pela face da terra, diversos de cor e de feições, uma só coisa - o Segredo - os une e unirá até ao fim dos dias. "

Lancei de imediato o desafio ao Alexandre Nave e ele pegou no livro "Pasternak: a critical study" de Henry Gifford, The Bristol Press e surgiu o seguinte:

"It was, of course, the accident of living at this particular time that made him a translator"

Enviei o meu desafio também para o Mário Calado Pedro (http://paralogico.blogspot.com/, para o Pedro Sena-Lino http://www.cronicasdebizancio.blogspot.com/ , para o Rodrigo Miragaia http://big-ode.blogspot.com/ e para a Castorp http://fulanoebeltrano.blogspot.com/

Maria João

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home