16.10.07

OS CANIBAIS

Ontem, no Prós & contras, houve quem defendesse a justiça da Guerra Colonial argumentando que Portugal apenas estava a defender o que era seu. Nunca soube o que pensar desta ideia de que os colonizados tornam-se propriedade dos colonizadores, a mesma ideia que não reconhece aos colonizados o direito à autodeterminação, o desejo e a vontade de serem livres, de assumirem os seus destinos nas suas próprias mãos. Fico a cogitar no que magicariam estas mentes colonizadoras se Portugal fosse colonizado. Imaginemos que Portugal era transformado numa província de Angola, passando assim os portugueses a responder perante o arbítrio angolano. Imaginemos que éramos nós agora na situação em que estiveram guineenses, moçambicanos, angolanos, entre tantos outros. Imaginemo-nos no lugar dos indígenas. Até onde estaríamos dispostos a lutar pela nossa liberdade? Até onde estaríamos dispostos a ser portugueses? A mesma força que esteve na origem da nossa independência, lutando contra castelhanos e muçulmanos, terá impregnado o desejo de libertação dos povos que posteriormente foram por nós colonizados. Foi sempre a luta pela liberdade, pela autodeterminação, o que esteve em causa. Negar esse desejo, essa vontade, esse direito, aos que estiveram sobre a nossa alçada, argumentando que, por terem estado sob a nossa alçada, eram nossos, é, no mínimo, canibalesco.

6 Comments:

At 7:09 da tarde, Blogger Luis Eme said...

É verdade...

Há ainda quem lhe chame terroristas...

 
At 9:27 da tarde, Blogger LB said...

E agora, Angola é de quem?

 
At 12:39 da manhã, Blogger Vida Involuntária said...

entras?

 
At 1:15 da manhã, Anonymous Anónimo said...

A angola é de quem é verdadeiro e ama onde está!sem hipocrasias vivendo os seus limites e erros que se cometeram harmoniosamente,só que há pessoas que vivem na Angola e vivem ainda do seu passado,outras estão em Portugal e vivem a Angola passada,não é pretencionismo da minha parte mas a maior parte erra !Tambem há o mestiço que vive nos dois lados de cada país e vive bem ou não ,conforme os dias e não deixa de ser por opção Angolano ou Português amam o seu país e os mais escuros e os mais claros ,eu sei que são poucos mas devem existir mesmo que o clima dos mesmos onde estão seja diferente.Sensatez.
J.r

 
At 6:45 da manhã, Anonymous fernando said...

Aquele senhor general neo-colonialista só teve razão numa coisa: Cabo Verde e S. Tomé não deviam ser independentes. Não eram habitados quando lá chegámos.
Mas o melhor da noite foi mesmo o programa sobre o O'Neill...

 
At 11:01 da tarde, Blogger hmbf said...

lb, do zé eduardo.
vida, depende. :)
fernando, ainda haverá para aí sítios desses, desocupados?

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home