17.4.06

L-E-T-R-A-S PARA SIGUR RÓS

para J

é dágua
de-água
o meu vestido
o teu
soprado am-ar
líquido
um gás azul
o ponho aos pés
os teus pés e
os teus tornozelos
(teu-o fantasma
predilecto)

são sem
nada
não incomodam ar
não pressionam
(onde a cabeça
insiste, e então)
e respira
rente ao
ar
ao amor
de-o-ar a inspira-
te a expirar
e assim…- e
tu?


Rui Costa

2 Comments:

At 9:48 da manhã, Blogger joana said...

:)

 
At 12:19 da tarde, Blogger Isis said...

muito bonito!

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home