2.5.06

Bloco de apontamentos # 19

Super Homem
MJLF, Super-homem, 1994.

Um dia acordei com coragem para mudar o mundo: estava cansada, mas levantei-me. Foi então que ofereci flores a todos os seres que conheço e estão por cá presos por um fio mágico; um fio invisível e lunar que me levou a um jardim, onde encontrei um anjo com mãos de ouro e pés de prata. O anjo não falava a minha língua e escapou da rede das minhas mãos, onde só cabiam borboletas. Nunca mais levei uma rede de borboletas para um jardim, mas existem tantas flores para oferecer ainda. Um dia, talvez volte a cruzar-me com algum anjo, mas não vou tentar aprisioná-lo desta vez. Porque os anjos só são anjos se forem livres, mas se ele quiser levar-me nas suas asas um pouquinho, ganharei energia para colher e distribuir flores a todos os seres que estão por cá presos num fio mágico e faremos uma revolução.
25/4/2006

Maria João

5 Comments:

At 11:52 da tarde, Blogger Vítor Leal Barros said...

também acredito que as grandes revoluções se fazem assim, lentamente e de pessoa para a pessoa, como se fossemos um dominó... gostei da imagem das flores, eu tenho uma parecida, mas com sorrisos...hehehehe

um beijo à joão e um abraço ao henrique...esqueçam...flores para todos e fazemos uma revolução

 
At 12:00 da manhã, Anonymous hmbf said...

vítor, isso é que era. uma revolução dessas é que era. mas olha aqui o primeiro post: http://antologiadoesquecimento.blogspot.com/2005/05/queres-uma-flor.html

 
At 2:58 da manhã, Blogger Vítor Leal Barros said...

lol..hehehe

bem, resta-me a hipótese dos sorissos!

 
At 2:59 da manhã, Blogger Vítor Leal Barros said...

era sorrisos e não sorissos! são horas de ir dormir, já não funciona...um abraço

 
At 1:12 da tarde, Blogger etanol said...

flores e sorrisos para todos vós.
Maria João

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home