26.5.06

A minha bandeira:


O nada que eu sou não o é no sentido da vacuidade, mas antes o nada criador, o nada a partir do qual eu próprio, como criador, tudo crio. Por isso: nada de causas que não sejam única e exclusivamente a minha causa!
Max Stirner

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home