30.9.07

DA INSÓNIA


Perdem-se todos os caminhos dessa casa
que não pára ao longe de fechar-se à tua espera
e de novo o cavalo do sono cai exausto
nas areias onde o tempo foi vencido
e as aves de passagem se esquecem de voltar

Miguel Serras Pereira

Miguel Serras Pereira nasceu em 1949 no Porto. Poeta, ensaísta e tradutor empenhado de autores como Alberto Morávia, Simone de Beauvoir, Adolfo Bioy Casares, Marcel Proust, Cervantes, entre muitos outros, teve ainda uma breve passagem pelo jornalismo. Com vasta obra publicada, estreou-se em 1979, em colaboração com Maria Regina Louro (outras sucederiam), num volume intitulado Novas Bárbaras. Em 1980 publicou Inumerações. Em 1989 recebeu o Prémio de tradução do Pen Clube/APT.

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home