29.10.07

SÓ COM MARCAÇÃO


Movam-se. Comovam-se.
Liguem os desumidificadores.
Primeiro morrem as mucosas, depois
cai o ânimo. Ponham os óculos,
escrevam os pareceres.
Deitem-me depois nas vossas coxas
de cabedal, ó mães barbadas, e
telefonem. Dou-vos o que
tenho. Tiro-vos o que sou.
Transporto-vos as mangas de alpaca.
Sejam afáveis. Dêem atenção.
Distraída. Têm em mim
o mesmo de sempre. Não me digam
como passam o domingo,
e sou todo vosso.

Hans-Ulrich Treichel

Hans-Ulrich Treichel nasceu a 12 de Agosto de 1952 em Versmold, na Vestefália. Estudou Germanística na Universidade Livre de Berlim, doutorando-se com uma tese sobre Wolfgang Koeppen. Trabalhou como libretista, foi Leitor de Alemão na Universidade de Salerno, bolseiro na Villa Massimo. Publicou poesia, narrativa e ensaio, tendo-se estreado em 1979 com Ein Restposten Zukunft. Em 1993 recebeu o Prémio Literário da Cidade de Bremen.

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home