23.6.08

NOVO AVISO À NAVEGAÇÃO


A 26 de Março publiquei aqui o seguinte aviso: “A dezassete do último mês de Janeiro, escrevi ao Henrique Fialho pedindo-lhe guarida para os meus poemas inéditos no Insónia. A sua resposta foi generosa como se constata. Desde então, três poemas por semana têm vindo a partilhar a sua própria luz, num caudal de desejo, onde a foz é um livro.

A partir de hoje, os poemas já editados bem como os próximos, serão arrumados de acordo com a construção momentânea do livro. O mesmo sustenta um título de gratidão: Insónia em Segunda Mão.

Até ao final (?) tudo estará em aberto. Tanto para introduzir alterações na escrita, no aniquilamento público de poemas, ou até mesmo, na tomada de decisão pela não edição do livro. Logo se verá.

Aproveito para agradecer a todos os que têm expressado opinião sobre os meus escritos e dizer-lhes que não me salvando desta malfadada tristeza que carrego, são no entanto suaves festas no rosto de minha alma.”.

O poema publicado hoje “DE COTOVELOS NO PARAPEITO” é o último. Algo me diz para ficar por aqui.

Informo os navegantes que só voltei a ler (de corrida) alguns dos meus poemas aqui editados uma única vez. Chegou o tempo de partir, refugiando-me algures com os escritos e rever tudo. Logo se verá o resultado. Se um livro, ou regressar a este blogue (se o Henrique continuar a dar-me abrigo) e continuá-los se entender ser cedo para a impressão tipográfica. No próximo dia 1 de Setembro voltarei a dar notícias. Até lá, continuação de boa saúde ao Insónia!

Jorge Aguiar Oliveira

Lisboa, 22 de Junho de 2008. Portugal.

6 Comments:

At 1:34 da tarde, Blogger L. said...

até agora não me tinha pronunciado acerca destes poemas. tenho apreciado o que li. e por acaso até sei onde encontro à venda um certo livro... não tenho ido lá ultimamente e só por isso ainda não vim aqui deixar um palpite.

quanto ao parar ou não parar - felizmente que escrevemos os nossos poemas e podemos dizer

o tempo perguntou ao tempo quanto tempo o tempo tem

 
At 2:43 da tarde, Blogger etanol said...

Jorge:gostei muito de ler os teus poemas e fico à espera do livro, mas volta em breve, está bem?
Até breve
Maria João

 
At 9:02 da tarde, Anonymous Anónimo said...

um abraço anónimo ao jorge! boa sorte!

 
At 11:24 da tarde, Anonymous barbosino said...

pensa bem antes de lançares um livro.

tem mesmo que valer a pena.

 
At 6:12 da tarde, Blogger hmbf said...

Escusado será repetir aqui o que já disse ao Jorge por e-mail. As portas estarão sempre abertas. Saúde,

 
At 11:13 da manhã, Anonymous fallorca said...

Jorge, há muito que não sabia nada de ti, e agora resolves dar de frosques? Olha que são poucos os anfitriões capazes de nos proporcionar uma (boa) Insónia ;)

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home