22.12.08

INSTINTO

O homem foi-se construindo através de um controle da brutalidade. À medida que se afastava da sua animalidade natural, o homem tornou-se num ser parte integrante da natureza mas com capacidades de autodomínio dessa sua própria natureza. O instinto animalesco está lá, desperta aos mais ínfimos pormenores. Mas com o tempo, ao instinto animalesco acoplou-se a capacidade manipuladora da razão. É esse cocktail que transforma o homem no bicho mais perigoso da natureza. Nele, a brutalidade vive disfarçada por detrás de uma razoabilidade que é tão frágil quanto uma peça de cristal.

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home