2.11.05

[Bem haja, meu Deus, a mulher]

Bem haja, meu Deus, a mulher,
Baixa de gorda, chupada e alta,
Boa de tetas ou seca,
Ossos sem tutano,
Asmáticas, de pernas umas canas,
Bem haja, toda retraía ou pouco casta,
De pele parda, mão azulada, meu Deus, a mulher
Mesmo esmaltada, no broche.

josé emílio-nelson

José Emílio-Nelson, pseudónimo literário de José Emílio de Oliveira Marmelo e Silva, nasceu em Espinho em 1948. Economista de formação, estreou-se em 1979 com o livro Polifonia. Editor de grande parte dos seus próprios livros, reuniu recentemente a sua obra poética no volume A Alegria do Mal – Obra Poética I, 1979-2004 (Novembro de 2004, Quasi Edições).

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home