27.2.06

Gosto dos políticos que temos
Espelham o que mais somos
São como abóboras às fatias
Sopa de grelos e tomatada com
Ovos escalfados

Degusta-me o discurso pobre
De masoquismo tão afável
Que ouço aos fisioterapeutas
Da opinião massajada

Amo o meu país e no entanto
Nada me dá mais gozo que vê-lo
Afundar-se na mansarda
Dos maldizentes por bem ser
Dizer mal do que todos dizem
Sem nada saber sem nada dizer

Porque o país é cada vez mais
A raiz que dá ao cais
Eu viro do avesso o verso
A ver se me despeito na transversal
Da urna onde já caminhamos
Sorridentes mas claudicantes
Como se tudo fosse connosco
Este nada de ter que ver com isso


Isto não é um poema. Isto é uma carta que será enviada à administração do condomínio.

3 Comments:

At 4:11 da manhã, Blogger fgs said...

Eh pá, posso copiar isto para também enviar à administração do meu condomínio?
Se os gajos já acham que sou meio doido, concluirão que sou um doido completo (o que até é verdade, verdadinha)

 
At 12:00 da tarde, Anonymous hmbf said...

faça favor. se quiser, até podemos fazer disto um manifesto ao condomínio.

 
At 5:22 da tarde, Blogger etanol said...

boa ideia!
Maria João

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home