26.3.06

Coisas que fazem espécie

Na crónica que assina semanalmente no Expresso, Miguel Sousa Tavares afirma que lhe faz espécie «que os agricultores (tal como os médicos, os juízes ou os professores)» exijam a demissão de um ministro quando não gostam dele. A razão para tanta espécie feita é o facto, segundo o reputado fazedor de opinião, de o Governo ter sido escolhido em eleições. Como tal, não poderá ser remodelado na rua por umas centenas de pessoas. A mim o que faz espécie é que Miguel Sousa Tavares diga que um Governo é escolhido em eleições. Segundo julgo saber, o que se vota é um programa de Governo. Mas esta afirmação deve levar-nos mais longe. A partir de hoje, sempre que Miguel Sousa Tavares (tal como os agricultores, os médicos, os juízes ou os professores e, já agora, os jornalistas) pedir a demissão de um ministro, a gente vai chapar-lhe com este argumento nas fuças: «Meu, o Governo foi escolhido em eleições. Não ‘tás a ver, pá?! Não é agora um fazedor de opinião qualquer que vai remodelar um Governo legitimamente eleito!»

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home