12.4.06

Estranha a arte

Estranha a arte que quer do homem
só a parte de deus.
A poesia
que se desfaz da serotonina
quando fala do amor.

Traz para o poema
a tabela de ninharias.

Ninguém enche
o bolso da frente
com a angústia e o tormento.

Há também a moeda
e o talão de estacionamento.

Nuno Costa Santos

Nuno Costa Santos nasceu em 1974. É jornalista, guionista, humorista e um dos directores da editora Livramento. Foi criativo no programa Zapping, da RTP 2, e um dos fundadores do grupo Manobras de Diversão (Produções Fictícias). Publicou um livro de histórias intitulado Dez Regressos (Salamandra, 2003) e, mais recentemente, o livro de poemas Os Dias Não Estão Para Isso (Livramento, 2005). É autor do weblog melancómico.

3 Comments:

At 6:57 da tarde, Blogger Eduardo Pitta said...

E foi um dos fundadores do blogue Esplanar.

 
At 8:13 da tarde, Blogger hmbf said...

Muito obrigado pelo acrescento, que vem muito a calhar. :)

 
At 12:33 da manhã, Blogger fgs said...

ó se vem...

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home