30.5.06

A "Esperança" é a coisa com penas -
Que na alma se empoleira -
E canta uma cantiga sem palavras -
E nunca pára - a vida inteira –

E mais doce - na Tormenta - a ouvimos -
E precisava o vento ser sandeu -
Para afligir a Avezinha
Que a tantos aqueceu –

Ouvi-a na mais fria terra -
E no mais estranho mar -
Mas nem no Cabo mais Extreme
Me veio uma côdea esmolar –

Versão de dama.

emily dickinson

Emily Dickinson nasceu no Massachusetts, em 1830. Começou a escrever poesia pelos seus vinte anos, coligindo os poemas em fascículos e pequenos volumes. Levando uma vida emocional bastante misteriosa, passou grande parte do seu tempo isolada nos seus aposentos. Foi uma prolífera redactora de cartas, as quais fazia acompanhar, por vezes, de versos de sua autoria. A primeira organização do seu trabalho poético deve-se a uma sua irmã, tendo saído em livro, postumamente, em 1890. Emily faleceu no ano de 1886, deixando escritos mais de 800 poemas.

1 Comments:

At 2:34 da manhã, Anonymous fer said...

opa, legal.

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home