18.7.06

TAV 69 remisturado por Abstraxixe

12
ò pá
não é a puta da vida
nem a puta do dinheiro
nem a puta do sucesso
nem a puta do eu
é a ponta da puta ò pá
ó pá
porque é que o poema não está
em exposição?
ò pá
à rapariga dos caracóis
ofereci a mais bela capa
de morcego
em troca dei ao morcego
uma cabeleira de caracóis
foi ele que escolheu
ò pá
como é que eu posso
escrever na net
que na dobra da página anterior
está um charro inteiro?
ò pá
eu quero uma mulher
que me acompanhe
até às cinco da manhã
tirana.

13
A sociedade de consumo
bem
que digo eu
um jogador de pólo aquático.

1 / 2 / 3
4/ 5 / 6
7 / 8 / 9
10 / 11

Nuno Moura

4 Comments:

At 3:23 da tarde, Blogger hmbf said...

excelente

 
At 11:08 da manhã, Blogger blimunda said...

Mal dita poesia


Dizem
Fazes um bom café
Ah
Fumar mata
Te e a água da retrete
Não é própria
Para o consumo mudo
Fraldas ó menino
Descartáveis os lugares
Tão comuns como as sinopses
E as porras dos costumes
E ó deus
Se te fizer um broche
Às cinco da manhã hei
Vale por dois a voar
Ou pertinaz e metodicamente peido-me
De armário closet ou de teu pai father? Já
Não sei.

Mal dita poesia pisang
-
Ambulatório de betinhos mas
Vai um shot sunrise
De tequilla às seis
Numa veia hiperbólica
É que o menino bem sabe
São precisos dois
Para o tango e à falta de protésico
Amor
Vamos talvez
Foder



( para o nuno moura. ping )

 
At 12:27 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Da série TAV este é o que mais me agrada. Gostei muito.

Aurora

 
At 8:20 da tarde, Blogger etanol said...

Foda-se! Lá está o Nuno a escrever com tudo no sitio, até os palavrões.
Maria João

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home