15.7.06

Caramelos para o Miniscente

Parabéns ao Miniscente pelos três anos. Aproveito para dizer que achei a série sobre o tom dos weblogs uma grande seca. Não consegui ler um único post até ao fim. Gosto muito mais do Miniscente quando não se põe a reflectir o tom dos weblogs, que para mim é projecto tão avaro quanto uma ontologia da obliquidade comunicacional. Não sabendo ao certo a abrangência da análise levada a cabo por Luís Carmelo, arriscaria sugerir uma nova série sobre o tom da reflexão acerca do tom dos weblogs. Qual o tom de um weblog quando se lança numa inquirição sobre os weblogs? Será possível reflectir fenómeno tão esquivo dentro do próprio fenómeno? A linguagem reflecte-se dentro da linguagem? Se Julia Kristeva não tivesse escrito a sua História da Linguagem a Grécia seria mais pobre? Enfim, toda uma série de questões que julgo da mais elementar pertinência num tempo em que os projectos não podem, não devem, passar de projectos.

2 Comments:

At 12:24 da manhã, Blogger fgs said...

Eu tenho vários projectos: primeiro, dissertar em posts longuíssimos sobre a cor dos blogs; depois, dissertar em posts ainda maiores sobre o som dos blogues e, se ainda sobrar tempo, dissertar em posts absurdamente gigantescos sobre o padrão dos blogs. Quanto ao tom, reafirmo a minha posição: o meu tom preferido é o tom jobim.

 
At 12:38 da manhã, Anonymous hmbf said...

e o
tom
zé?

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home