18.11.06

Morrer de loucura

Houve um tempo em que era tabu dizer-se que uma pessoa tinha morrido com SIDA. Falava-se de doença prolongada. Os tempos parecem ter mudado, pelo menos relativamente, e hoje já se ouve com mais frequência a referência à doença nos obituários do mundo. Só a loucura parece resistir a esta mudança. Nunca se ouve dizer que alguém morreu de loucura. E no entanto…

7 Comments:

At 9:14 da tarde, Anonymous Anónimo said...

O cancro continua a ser doença prolongada...

 
At 10:01 da tarde, Anonymous Anónimo said...

também não é costume disser que morreu de tristeza, entanto mata todos os dias.(um bocadinho)
Aurora

 
At 10:32 da tarde, Anonymous Anónimo said...

http://cronicasdeamor.blogspot.com/

 
At 10:44 da tarde, Blogger marta r said...

A loucura não é bem uma doença. É mais um estado de espírito..

 
At 1:22 da manhã, Anonymous joao gaspar said...

pois, agora é do cancro que se tem medo de dizer que se morre... e com isso prolonga-se o eufemismo que vai andando de tabu em tabu.

 
At 7:56 da tarde, Anonymous Anónimo said...

O que é a lucura?

 
At 8:16 da tarde, Anonymous Anónimo said...

a loucura é o acto absurdo de tentar ser são.
aurora

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home