3.11.06

O anonimato

As polémicas sobre o anonimato nos weblogs são recorrentes e, por isso, entediantes. O que eu queria ver discutido a sério era a origem das fontes dos nossos ilustres jornalistas, o texto em registo «suposta e alegadamente», a desvergonha com que tão frequentemente se desrespeita o segredo de justiça na imprensa portuguesa. É isso que importa discutir, pois isso acarreta implicações bem mais importantes para a vida de todos nós do que o anonimato nos weblogs.
Adenda: Ainda – e de vez - o anonimato. O anonimato revela muitos dos podres da nossa democracia. O pior de todos, quanto a mim, não é a cobardia dos anónimos. Isso, quando muito, é um defeito de carácter. O pior no anonimato está naquele desejo de marcar quem se esconde por detrás do nada, aquela ânsia de fazer a folha a alguém que nos critica, insulta, enxovalha, alguém que, em última instância, põe em causa a nossa honra. Pouco dadas à crítica, as elites portuguesas também ainda não aprenderam a conviver com as críticas de que são alvo - sobretudo quando acontecem sob a dissimulação dos maldizentes. Quando criticadas, como qualquer outro português, o que lhes passa logo pela cabeça é "fazer a folha ao cabrão que as fodeu". Nem que seja à paulada!

4 Comments:

At 8:46 da tarde, Anonymous Roteia said...

Muito bem dito!
E já agora, também era bom ver discutida a tendência para a exploração da privacidade em talkshows televisivos e mesmo na informação jornalística dita séria.

 
At 10:35 da tarde, Blogger Lutz said...

Totalmente de acordo!

 
At 5:03 da tarde, Anonymous Anónimo said...

fico-me pelo anonimato................(hehe)
aaaaaaaaaaaaaaaaiiiiiiiiiiiiiii

 
At 12:38 da manhã, Anonymous hmbf said...

obrigado pelos comentários.

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home