8.2.07

TOADA GÓTICA

Seguem-te os alicornes mansamente,
Pastando neve na montanha azul…
Que a tua mão, Senhora, os apascente
Sem nada que os altere ou que os macule!

O céu, coalhado, tem um ar ausente
Que nem parece o dum país do Sul.
E os alicornes pastam mansamente
- E a neve brilha na montanha azul!

Ondeiam nos pauis fantasmas brancos.
Tal como um sonho que se apaga e esfuma,
Anda a bailar o Inverno nos barrancos.

E tu sorris, atrás dos alicornes…
Ó pastorinha de vitral e bruma,
Que sobre mim a tua graça entornes!

António Sardinha

António Sardinha
nasceu em Monforte do Alentejo a 9 de Setembro de 1887. Começou a escrever muito novo, tendo publicado a primeira colectânea, Tronco Reverdecido, em 1910. Formou-se em Direito na Universidade de Coimbra, após o que fundou a revista Nação Portuguesa, de cariz nacionalista e monárquico, dando origem ao chamado Integralismo Lusitano. Torna-se director, em 1922, do diário A Monarquia. Exilou-se em Espanha após o fracasso do movimento da Monarquia do Norte. Veio a morrer em Elvas, a 10 de Janeiro de 1925, quando contava apenas 37 anos.

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home