26.3.07

Viva Salazar


Quitéria não tem televisão em casa, mas está feliz com a vitória de Salazar, nome com que, de resto, baptizou o rafeiro que a acompanha para onde quer que vá, no concurso Grandes Portugueses. Do que ela não gosta nada é da censura e chama pulhas aos PIDEs e não pode ver pão de milho com azeitonas à frente. Mas de Salazar, ó ó, de Salazar é que este país precisa. Pelo menos de um em cada uma das esquinas onde o rafeiro de Quitéria mija com afincada noção territorial.

15 Comments:

At 12:51 da tarde, Blogger Rosa said...

Concordo com o seu post quanto ao rafeiro, mas em vez do rafeiro não sei porque optou por colocar a imagem desvastada da mulher objecto do prazer de rafeiros...

 
At 1:18 da tarde, Blogger etanol said...

O Salazar ganhou? O Nuno Artur Silva já tinha avisado que eram os piores portugueses a votarem.
Maria João

 
At 1:20 da tarde, Blogger etanol said...

Será que o fenómeno nostalgia de ditadura está entranhado na cultura portuguesa (um grande perigo)?
Maria João

 
At 1:28 da tarde, Blogger hmbf said...

Ó rosa, vá lá ao google e procure imagens sobre Salazar. Essa menina chama-se Salazar. :) E os seis estão censurados. :)

etanol, o que está entranhado em muitos portugueses é o que temos vindo aqui a denunciar já muitas vezes: desmemória, deseducação.

 
At 2:06 da tarde, Anonymous sm said...

Salazar sucede a Sabrina, José Castelo Branco e Zé Maria. São os quatro nomes que venceram os programas de entretenimento e concursos de “voto popular” na TVI e RTP. Big Brother, Quinta das Celebridades, Festival da Canção e agora Grandes Portugueses. Para os mais distraídos, a menina Sabrina foi a vencedora do Festival da Canção da RTP, através do voto telefónico, com uma música de Emanuel.

Se quiserem levar a coisa mais a sério. Em Eleições Presidenciais (valores arredondados, mesmo descontando que em Salazar uma pessoa poderia votar várias vezes utilizando vários telefones), os resultados foram:
Garcia Pereira - 24.000 - 0%
Salazar - 94.000 - 2%
Francisco Louça - 288.000 - 5%
Jerónimo de Sousa - 467.000 - 8%
Mário Soares - 14%
Manuel Alegre - 20%
Cavaco Silva - 50%

 
At 3:38 da tarde, Anonymous manuel a. domingos said...

penso que se está a dar demasiada importância à questão. dar-lhe importância isso sim é perigoso

 
At 4:47 da tarde, Blogger Rosa said...

OK. meu amigo, eu não quero passar por fundamentalista, mas tinha uma óptima imagem de Paula Rego, "Salazar a Vomitar a Pátria", tal como nós o vomitamos agora e outros engolem o vomitado, bem à portuguesa!
A desmemória e a desiducação passa pela imgem degradante das mulheres...desculpe insistir e não fique zangado nem me chame nomes. Sou a modos que "feminista" percebe? e acredito nas

 
At 4:49 da tarde, Blogger Rosa said...

OK. meu amigo, eu não quero passar por fundamentalista, mas tinha uma óptima imagem de Paula Rego, "Salazar a Vomitar a Pátria", tal como nós o vomitamos agora e outros engolem o vomitado, bem à portuguesa!
A desmemória e a deseducação passa pela imagem degradante das mulheres...desculpe insistir e não fique zangado. Tenho um link para o seu blog...

 
At 4:50 da tarde, Blogger Rosa said...

OK. meu amigo, eu não quero passar por fundamentalista, mas tinha uma óptima imagem de Paula Rego, "Salazar a Vomitar a Pátria", tal como nós o vomitamos agora e outros engolem o vomitado, bem à portuguesa!
A desmemória e a deseducação passa pela imagem degradante das mulheres...desculpe insistir e não fique zangado. Tenho um link para o seu blog...

 
At 5:24 da tarde, Blogger hmbf said...

sm, o velho está em boa companhia. :)

manuel, podem estar a dar importância mas olha que não é o meu caso. penso que isso ficou explícito no post que dediquei ao assunto.

rosa, as mulheres, as mulheres, as mulheres. alguma vez eu ia pôr paula rego num post com o título viva o salazar? não deliremos. a menina Luli Salazar está aí muito bem, com as maminhas censuradas como manda o portugal contemporâneo. o salazar merece, e as mulheres que se prestam a que exista uma imagem degradante das mesmas também. veja-se a bela e o mestre. o que não é o caso da luli, que não julgo nada degradante. :)

 
At 6:05 da tarde, Anonymous Anónimo said...

vá lá, concordo que certas mulheres se prestam a esses papeis, mas argumento o seguinte, se existisse um programa chamado o belo e a mestra onde homens lindos e burros fossem ensinados por mulheres feias (toda a gente parece saber que mulheres bonitas e inteligentes são uma impossibilidade formal) e socialmente desintegradas. Alguém via? Então é são as mulheres que se prestam ou é a sociedade que lhes presta esse papel?

Aurora
PS: perante resultados como o dessa votação e outros fenómenos do género,sinto-me tão incapaz de compreender que estou a pensar vestir uma mini-saia e juntar-me às belas!

 
At 6:17 da tarde, Blogger hmbf said...

Aurora, essa é uma discussão para a qual não estou minimamente voltado. Burros há deles de espécie e género diverso. O resto é-me indiferente. A sociedade é livre e ninguém obriga as mulheres e os homens que fazem figuras tristes a fazerem essas figuras. Noutros posts já disse o que pensava sobre o assunto, nomeadamente no que respeita ao problema da afirmação das mulheres numa sociedade organizada por homens. Não vou regressar ao assunto.

 
At 6:23 da tarde, Blogger etanol said...

Aurora, não deixes de ser como és, lá porque o mundo anda maluco! Lembra-te que existem também pessoas como deve de ser - digo pessoas, idependentemente, de serem mulheres ou homens. São poucas, mas devemos concentarmo-nos nelas, esquece o resto.
Maria João

 
At 6:40 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Henrique,
Acho bem, também estou farta deste tipo de discussão. Não leva a lado nenhum. Cada um que se afirme com o que quiser ou com o que a natureza lhe concedeu maminhas, neurónios, pernas pra correr, mãos para o sal, cara para o vento.


Aurora

 
At 7:20 da tarde, Anonymous manuel a. domingos said...

henrique:

exacto

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home