12.9.07

NADA


«No se puede vivir sin amar.»
«Si, se puede», respondi
vestindo-me de negro
para o último baile de máscaras.

A minha boca estava cheia de poeira
como se o choro me secasse a garganta
- no entanto não choro desde há um século.

Não desejo o vosso céu, compañeros,
as luzes infames, os falsos amigos,
as ruas dos beijos,
as mentiras dos espelhos voadores.

Quero quebrar o último selo,
uma lua que não ilumina,
uma noite onde nada reluz.
Tradução de Egito Gonçalves.

Eeva-Liisa Manner

Eeva-Liisa Manner nasceu em Helsínquia, capital da Finlândia, em 1921. Estreou-se em 1944, mas apenas se impôs como uma das vozes mais importantes da poesia finlandesa em 1956, com o livro Esta Viagem. Tradutora reconhecida, viveu alguns anos em Espanha. Faleceu em 1995.

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home