27.9.07

VIVER À SUPERFÍCIE DE NADA

No Call Center onde ando a biscatear, de segunda a sábado, das 18 às 22 (ao sábado o horário é diferente, mas ainda não cheguei lá), vê-se e ouve-se de tudo um pouco. Aquilo é assim a modos que uma sala de Hospital, cheia de gente doente a lutar pela sobrevivência. Hoje houve um cão que me atendeu uma chamada e um tipo simpático, chamado Frangocu (ou coisa que o valha), ia quase comprando-me o produto. Mas o mais extraordinário é que confirmei os meus dotes para a vidência. Do outro lado da linha, fui digna e simpaticamente recebido por 7 mortos.

2 Comments:

At 1:46 da manhã, Anonymous Anónimo said...

ficaste favorecido na foto, miss.

Rui Costa

 
At 10:31 da manhã, Anonymous hmbf said...

:)

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home