11.2.08

CAUSAS ESTRUTURAIS

Tenho estado a ver o P&C e a comer línguas de gato. De vez em quando puxo de um cigarro e dou uma ventilada. Assim como assim, com saúde é que não hei-de morrer neste país que me põe doente. Este P&C é um retrato perfeito, extraordinário, magnífico da democracia em que vivemos. A Procuradora-Geral Adjunta Maria José Morgado bem pode afirmar que está no combate, há que ter esperança, ‘bora lá, força, havemos de os catar, que com aquele ar pesaroso, tristonho e melancólico não engana ninguém: estamos quilhados. Ele já não é a morosidade nem a falta de condições, a legislação enrodilhada e o tráfico de influências, sempre em hora de ponta neste país. E o Dr. Paulo Morais, ex-vice-presidente e vereador para o Urbanismo na Câmara Municipal do Porto, atira-se aos legisladores dizendo que os agentes políticos estão mais dependentes de quem os financia do que de quem os elege. Isto está tudo inquinado. A casa só não vem abaixo porque o maço de Ventil ainda não acabou, as línguas de gato estão saborosas e a plateia bate algumas palmas. Brindo às palmas, mas com uma rapidinha.

2 Comments:

At 11:12 da manhã, Blogger alice said...

este país precisa de pessoas como o henrique, portanto, tente fazer um esforço para reduzir ao ventil, que tal uma língua de gato de cada vez que lhe apetecer puxar de um cigarro? ou uma rapidinha... e se calhar, menos p&c. pela sua saúde. e por nós que precisamos de si por cá muito tempo.

 
At 1:35 da tarde, Blogger etanol said...

E uma semana sem ver televisão?
faz bem à saúde
Maria João

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home