15.4.08

AI FOI?!

No Quem Quer Ser Milionário, um jovem não sabia quem defendia que “todas as cartas de amor são ridículas”. Pediu ajuda ao público, o qual estava dividido entre Fernando Pessoa e Cesário Verde. O jovem resolveu telefonar à professora de português. Esta não só não hesitou na resposta correcta, como ainda acrescentou: “e não seriam cartas de amor se não fossem ridículas”. Jorge Gabriel, querendo dar um ar de sua graça, provavelmente entusiasmado pelos dados fornecidos pelos argumentistas do programa, resolveu rematar fazendo luz sobre a nossa ignorância: “Foi do pseudónimo Álvaro de Campos, este poema”.

7 Comments:

At 2:34 da manhã, Blogger etanol said...

Cartas de amor? quem cata isso é o Tony de Matos, já ninguém se lembra dele, francamente!
:)
Maria João

 
At 2:35 da manhã, Blogger etanol said...

perdão, canta

 
At 9:37 da manhã, Blogger ana salomé said...

que pedaço de dor. :D

 
At 12:22 da tarde, Blogger morfose said...

Enfim...

 
At 1:01 da tarde, Blogger hmbf said...

E quem cata o Tony, quem é? É a vida...

 
At 4:13 da tarde, Blogger Vida Involuntária said...

Esse Gabriel é hilariante, a armar-se em culto e "homem do Mundo".
Ainda um dia destes, estava a chamar "Gôta", várias vezes, com ar muito erudito, ao pobre do Goethe. E se não me engano acrescentou que se podia ler "Werther" com o som "v" ou "u", ou seja "Uerter"...
Mais ou menos como o "faitedaivers" do celebérrimo Telmo do 1.º Big Brother.

 
At 4:24 da tarde, Blogger hmbf said...

Essa do "Uerter" não vi, mas é muito boa. Pior ainda que o Gabriel, são os argumentistas. O gajo limita-se a dar um ar de inteligência repetindo as alarvidades que lhe são facultadas. Ora, uma coisa é um tipo ter um deslize momentâneo. Outra coisa é, no ponderado exercício do trabalho, fornecer factos deturpados ao apresentador.

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home