22.4.08

(SIC)

Não sei se já vos aconteceu alguma vez darem uma lição de moral com nódoas na consciência. Pelo menos, suponho que a todos já aconteceu apontar o dedo a um defeito que é seu. E, por vezes, quase sempre inadvertidamente, corrigimos os outros dando erros similares. São situações tramadas. É o que acontece com a Inês Pedrosa na sua mais recente Crónica Feminina. Logo no primeiro parágrafo, resolve brincar, entre parêntesis, com um chinês que apareceu num Prós e Contras a tentar falar português: «(por alguma razão o «Prós e Contras» que a RTP dedicou à magna questão do Acordo, na passada segunda-feira, incluía o parecer de um chinês, fascinado com aquilo a que chamava (sic) «o novo língua portuguesa»)». Logo a seguir, a própria Inês Pedrosa, escreve o seguinte (sic): «Na referido programa televisivo…» Malvados revisores!

5 Comments:

At 11:37 da manhã, Blogger manuel a. domingos said...

a mim aconteceu-me o mesmo nun texto que escrevi recentemente. mas a culpa não foi dos revisores, foi mesmo minha.

 
At 11:42 da manhã, Anonymous Anónimo said...

nun é o termo inglês para designar freira.

 
At 11:52 da manhã, Blogger manuel a. domingos said...

pois é! malditos revisores!

 
At 12:52 da tarde, Anonymous atento said...

Malvados não, malandros. :)
Para comemorar este Dia nesta nave azul, apenas lhe digo que a viagem prossegue em negócios da china.
Parece-me que as revisões no Brasil são mais baratas.
Cumprimentos

 
At 5:51 da tarde, Blogger Lutz said...

Podia ter sido escrito por mim...

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home