31.5.08

FALAS MANSAS

Dezenas de pescadores entraram esta tarde na lota de Matosinhos e destruíram parte do peixe que aí estava armazenado, depois de alguns comerciantes terem recusado doar a instituições de solidariedade o pescado que tinham comprado. A polícia foi obrigada a intervir, havendo registo de dois feridos ligeiros. (...) Segundo a RTPN, um agente da PSP terá sido atingido na cabeça com uma caixa usada para o transporte de peixe e um pescador terá também ficado ferido nos confrontos, que só terminaram com a evacuação da lota. (...) Cerca de oito mil barcos portugueses cumprem hoje o segundo dia de paralisação em protesto contra o que dizem ser a falta de apoios do Governo para enfrentar o aumento acentuado dos preços dos combustíveis. Esta noite, registaram-se alguns incidentes nas lotas de Matosinhos e Olhão, com os pescadores a impedir os comerciantes de entrarem naqueles espaços para recolher pescado, alegando que ele teria chegado à lota depois do início da greve. (in Público)

Se vos chamarem vândalos, não ouçam. Se vos chamarem criminosos, tapem os ouvidos. Lutem. E guardem umas caixas com peixe podre para as próximas eleições. Que a vossa insubordinação seja apenas um sinal do que há-de vir.

4 Comments:

At 10:16 da tarde, Anonymous André COuto said...

Não exageremos...

 
At 11:39 da manhã, Blogger hmbf said...

Exagerar? Vá dizer isso a quem tenta governar a vida e não consegue.

 
At 3:24 da tarde, Anonymous André Couto said...

Não discordo do conteúdo... Apenas da forma...

 
At 3:57 da tarde, Blogger hmbf said...

Há situações em que o conteúdo exige
formas pouco ou nada convencionais.
Pode acontecer com monges na Birmânia
como com os pescadores nacionais.

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home