15.5.08

XI SALON IBEROAMERICANO DEL LIBRO



Talvez possa dizer que o XI Salon del Libro Iberoamericano começa com um churrasco em casa do escritor Luis Sepúlveda. Depois são cinco dias onde se juntam escritores, tradutores, editores, convidados portugueses como a Manuela Ribeiro ou o Francisco Guedes, responsáveis do Correntes d’Escritas e pessoas invulgares, certamente os maiores responsáveis pela mística deste encontro português.

O tema (literatura e meio ambiente) foi um bom pretexto para conhecermos Lucas Chiappe, um argentino que vive na Patagónia desde os anos 70, numa pequena comunidade hippie onde cada um constrói a sua própria cabana mas onde todos se juntam para se defenderem (Projecto Lemu) dos ataques patrocinados por outros sob a capa da mui famosa “globalização” (ver mais
aqui)




Rui Costa

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home