20.9.08

2 ANOS



BEATRIZ

Tarde ventosa na praia do Zavial.
A pouco mais de um mês
de cumprir duas primaveras,
a Beatriz queixa-se do vento
e pede-nos que fechemos
as janelas da praia.

Nos olhos das crianças,
toda a poesia é involuntária.
Julgo ser esta a forma suprema da poesia.
Haja uma forma suprema.

Mal o pensamento se me recompõe
destas silenciosas meditações,
já a pequena esboça um novo poema
com os olhos colados ao horizonte:

o mar está a nadar.

6 Comments:

At 1:07 da tarde, Blogger Sissi said...

Beatriz filha de peixe...

 
At 1:15 da tarde, Blogger RFF said...

Arte genuína, poesia de vanguarda, metáforas de vida……

 
At 4:21 da tarde, Anonymous Anónimo said...

Como o tempo passa...

Parabéns!

ricardo

 
At 5:07 da tarde, Blogger etanol said...

Linda Beatriz

Parabéns!

Maria João

 
At 7:15 da manhã, Anonymous Luís Graça said...

"O mar está a nadar".

Tão simples. Tão belo. E não fui eu que inventei.

Já me lixaram.

 
At 12:51 da tarde, Blogger m said...

http://asas-abertas.blogspot.com/2008/09/beatriz.html

Parabéns à minha Borboleta...

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home