4.9.08

PEREGRINAÇÃO AOS INFERNOS

Parei a olhar e a escutar a peregrina esvaída em lágrimas.

Nossa Senhora tem-me ajudado muito, dizia. Tenho tido uma vida tão difícil. Mas ela tem-me ajudado tanto. O meu marido é alcoólico e bate-me, sou doente do coração, às vezes quase morro quando ele me bate. Mas Nossa Senhora está sempre lá para me ajudar. E eu rezo. Ele revolta-se com a minha doença e volta-se contra mim. Isto começou tudo quando o meu filho teve o acidente de motorizada e ficou maluquinho da cabeça, coitadinho. Ele não faz mal a ninguém. Só rouba por causa da droga. Foi depois do acidente. Endoideceu. Mas eu rezo tanto por ele. E Nossa Senhora tem-me ajudado tanto. Às vezes desaparece-me com coisas cá de casa. O vício, coitadinho. É o vício. Que Deus Nosso Senhor o proteja. A minha nora já não aguenta, mas eu rezo muito por ela. E Nossa Senhora acode-lhe sempre. Aquilo deve ser dos nervos. Tenho tido uma vida tão difícil, mas Nossa Senhora tem-me ajudado tanto.

E caminhando ajoelhada na direcção do altar, foi acender mais uma vela cravada de anseios.

2 Comments:

At 8:33 da tarde, Blogger André Couto said...

O que nos vai valendo ao longo da vida é aquilo a que nos ancoramos para poder continuar a sofrer...

 
At 10:45 da tarde, Blogger RFF said...

Olha quem está de volta...O sornas!

Abraço

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home