10.2.09

DIA 41

Quem nos conhece e nos lê tende a interpretar o que escrevemos à luz do que conhece. Isso é péssimo para quem escreve, chega mesmo a ser doloroso. Quem escreve espera do leitor que só o texto seja interpretado. Lembro-me, por exemplo, de uma ex-colega que comentou um poema meu dizendo que aquilo era mesmo eu. Fiquei bastante decepcionado. Até porque o poema falava de animais mortos na berma de uma estrada.

3 Comments:

At 4:28 da tarde, Blogger manuel a. domingos said...

concordo contigo.

mas o poema é um poema do caraças

 
At 6:48 da tarde, Blogger np said...

É verdade, comigo é a depressão, logo eu que nunca tive nenhuma e gosto tanto do sol.

 
At 11:29 da tarde, Blogger hmbf said...

manuel, eu também concordo contigo. e éssa do caraças é uma excelente crítica literária. :)

np, eu já tive. mas também gosto de sol.

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home