21.6.05

POEMA DO SÉCULO 30

Esta é a sonhada
Coerência
Que a paz de
Não recordo quem
Esteja convosco Irmãozinhos do Planeta Terra
Próximo da Vizinha Centauro
A 80 milhões de quilómetros
De Vénus
E mais coisa menos coisa de Marte:
No Astro
Há cristais
Quartzo
Cores
Trepadeiras
Cheias
De flor
What’s that flower
you have on?
Could it be a faded
rose from days gone by
A cada dia que passa escrevo pior
Inglês. Ma to parlo.
E a pior gestão
É a que não se realiza
Será isto poesia?
Oui.


Tradução possível de HMBF.

Luis Hernández Camarero nasceu em Lima no dia 18 de Dezembro de 1941. Médico de profissão, é hoje considerado um dos mais originais poetas da geração de 60 da poesia peruana. Deixou de publicar em 1965, depois de três auspiciosos conjuntos de poemas: Orilla (1961), Charlie Melnick (1962) e Las Constelaciones (1965). Na década de 1970, a sua produção foi composta por pequenos cadernos manuscritos que oferecia aos amigos. Muitos desses cadernos eram embelezados com desenhos do poeta e foram alvo de uma mais ampla divulgação após a sua morte, que viria a acontecer em 1977, na cidade de Buenos Aires, em consequência de suicídio.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home