30.9.05

A PEÇA

Ugo Giletta
Ugo Giletta

A menina à porta do teatro
Não faz parte da peça. Pelo
menos até ao momento
em que começo a imaginar-lhe
um outro vestido. Ela vê o
aproximar-me da porta e
quase olha para o escuro
da sala: Percebe-se que
acabo de fazer uma escolha.
Ela agora vai esquecer-se de
mim, inventar um homem que
entra numa sala como a fugir
da luz.
E no entanto é isto que fizemos
sempre.

Rui Costa

1 Comments:

At 10:59 da manhã, Anonymous Anónimo said...

gostei da profundidade da ideia aliada à simplicidade das palavras.

Aurora

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home