5.3.06

A sinuosidade do meu pensamento:

Penso que penso poderá sarar a minha ferida. Para a ferida que penso não há penso. Nem rápido nem higiénico. Há poesia.

4 Comments:

At 11:58 da tarde, Blogger fgs said...

Como dizia o outro: penso, logo desisto!

 
At 8:32 da manhã, Anonymous mb said...

Digamos que a poesia é que nos salvará :)

 
At 10:05 da manhã, Blogger Ernesto said...

não penses nisso.

 
At 5:13 da tarde, Blogger Carla de Elsinore said...

pensa-se demais ;-)

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home