11.5.06

Da filosofia punk

A revista Sábado desta semana traz uma entrevista a José Cid. É certo que para ser de vida, como se anuncia na capa, trata-se de uma entrevista muito curta. Seja como for, uma entrevista a José Cid é uma entrevista a José Cid. Num tom descontraído e tanto quanto possível directo, Cid revela-nos, entre outras coisas, que Sá Carneiro era seu fã, que Santana Lopes sabe muitas das suas canções de cor e salteado, que Carmona Rodrigues o toma por ícone da cantoria nacional. Referências pouco ou nada cativantes, é certo. No entanto, logo a seguir ficamos a saber da existência de um grupo de fãs, os Tós, que vestem-se à José Cid, dormem na sua quintarola e tomam o banho matinal na piscina. Tudo bem, não fosse aquela alusão a um estilo (de indumentária) à José Cid que, na realidade, é difícil de conceber. Mais fácil seria se esse estilo fosse o que o autor de A Lenda de El-Rei D.Sebastião ostentou quando se “despiu de preconceitos” para a revista Nova Gente, decorria o ano de 1994. Mas se não podemos falar propriamente num estilo à José Cid, o mesmo não afiançamos quando se trata de sustentar uma filosofia cidiana. Uma filosofia marcada por gestos como editar um disco chamado Amar como Jesus Amou, tripla platina, só com o objectivo de comprar mais um Carocha. Sobre temáticas existenciais, Cid brinda-nos com este aforismo a deitar por terra todos os sartres deste mundo: «Solidão? Isso é coisa para patetas.» Ou, para não irmos mais longe, considerações políticas que são um hino ao pragmatismo: «O único rei tirano que existe é a Rainha de Inglaterra porque é uma pirosa.» São estas e outras que nos levam a acreditar na actual saúde da filosofia punk. O punk não morreu, apenas mora nos lugares menos previsíveis.

2 Comments:

At 8:52 da tarde, Anonymous O COISINHO DA ANACONDA EMPLUMAD said...

e a licao de sensualidade as aguileras deste mundo?
tere optado por sartre em vez de novalis:digno de nota(plo menos neste contexto, obviamente, ou seja,é ainda mais engracado,claro).

 
At 9:11 da tarde, Anonymous hmbf said...

pois

acontece que tinha o post em draft, mas o blogger postou o dito sem que eu quisesse. depois, devido a quebras no serviço e na ligação, só pude colocar as coisas como queria mais tarde.

agora o que me espanta, ó cosinho, é que haja alguém que leia uma coisa destas 2 vezes!

saúde,

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home