5.7.06

GAVETA

Na gaveta um furador, um canivete,
um agrafador,
objectos confortavelmente cortantes.

O furador com seus caninos
síncronos,
se lhe prensares a mandíbula,

o canivete da finíssima língua,
corta o olhar
quando o sáurio a cospe,

o agrafador, brusco, homeopata,
o corte sara o corte,
que admirável precisão!

Só este meu cérebro obtuso
(que lâmina!) não compreende
o que raio estarão ali a fazer.

Daniel Jonas, fotografia de Pedro Saraiva publicada no suplemento 6.ª
Daniel Jonas nasceu no Porto em 1973. Publicou O Corpo Está Com o Rei (AEFLUP, 1997), Moça Formosa, Lençóis de Veludo (Cadernos do Campo Alegre, 2002) e Os Fantasmas Inquilinos (Cotovia, 2005). Traduziu, para as Edições Cotovia, Paraíso Perdido, de John Milton.

2 Comments:

At 3:29 da tarde, Blogger joana said...

sim senhor.

 
At 4:12 da tarde, Blogger DanielaCarrola said...

Esse e o meu professor !!! de portugues

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home