18.7.06

Os canibais


O Abrupto queixa-se de pirataria: «Hoje durante algum tempo um outro Abrupto aparecia no mesmo endereço.» Nunca tal me aconteceu, nem há razões para que tal me aconteça. Mas pelo cagaço que apanhei ontem, faço ideia o que isso seja. Bem, o que quero dizer é que me repugna a ideia de que alguém possa piratear um weblog. Julgo mesmo canibalesca (quando tiver paciência, explicarei porquê) essa possibilidade. Não apreciando especialmente o Abrupto (o weblog, não o autor / o autor, não o weblog), sou dos que consideram esse weblog uma fortuna sem a qual a blogolândia portuguesa não seria a mesma (para o bem e para o mal, se é que me faço entender). Assim sendo, desde já manifesto a minha repugnância por todo e qualquer inútil que se dê ao trabalho de piratear os espaços de opinião (de seja quem for) numa sociedade democrática. Será a sociedade portuguesa suficientemente democrática para se aguentar à bronca de um José Pacheco Pereira com weblog?
Adenda: Afinal, JPP foi apenas vítima do capitalismo selvagem.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home