22.7.06

Uma questão de autonomia política

Ao que parece, o presidente do Parlamento Regional da Madeira pretende devolver a essa casa o respeito e a dignidade que merece. Para tal, toca de desenhar «um figurino de “bem-vestir”» especialmente dedicado a jornalistas. Alberto João Jardim apoiou a iniciativa, afirmando que «há quem, por analfabetismo à mistura com exibicionismo, julgue que a 'revolução' não está nas mentalidades, na cultura e nas mudanças correctas, mas sim num desleixo que pretende fingir querer igualizar, porém, erradamente, por baixo, pelo rafeiro». Quando o papa diz sim, ninguém se atreve a dizer não. De hoje em diante, nada de T-shirts, sapatilhas, calças de ganga, sandálias, camisolas (!)… Não sabemos das propostas quanto a mini-saias e decotes avantajados, mas segundo informa do DN «as mulheres beneficiam de uma excepção… no que às camisolas diz respeito». Não sou eu quem vai propor ao presidente do reputado parlamento um figurino de bem pensar, de bem falar e de bem noticiar, mas daqui infiro a prova incontestável de que o Carnaval é mesmo quando um homem quiser.

2 Comments:

At 11:17 da tarde, Blogger António said...

Acho muito bem. E nas sessões em que haja excesso de jornalistas homens, que reservem a entrada somente a casais de jornalistas.

 
At 1:41 da tarde, Anonymous mário said...

e que tal, os jornalistas, passarem a ter consciência de que na Madeira só manda o Jardim? as noticias deviam ser todas dadas com a ressalva de que se trata de uma ilha onde não há respeito, nem civismo ? género: uma peça de jornal com um alerta a dizer que o texto e as fotos só usam sapatilhas?
vão mas é à merda e deixem de uma vez por todas de ouvir o sr. Jardim.

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home