5.2.07

OUTONO EM NOVA INGLATERRA

Ignorando a gema de ovo evidente no teu fogão
corri para a beira do teu rio índio escuro
e deitei-me sob o arco das tuas coxas sorrindo
um gótico insolitamente quadri-dimensional
onde adormeci como uma folha.
Quando acordei
ainda estavas a cismar
nos tempos em que a tua tia-avó chupava Whittier
o Poeta Quaker nesse mesmo quarto
à velocidade ociosa de um barco a remos, parece,
e noutros suaves acontecimentos
das vidas dos Abolicionistas.

O Outono em Nova Inglaterra torna-se mais conspícuo
quando as folhas caem e nós caímos
perseguidos pela suave endocrinologia
do Século Dezanove.


Tradução de Manuel de Seabra.

Patsy Southgate

Patsy Southgate pertenceu a um grupo de escritores que incluía John Ashbery, Frank O’Hara, entre outros. Conhecida pela sua beleza física, foi casada com o estudioso Zen Peter Matthiessen, com quem viveu alguns anos em Paris, e com o pintor Michael Goldberg. A sua actividade literária não é muito reconhecida, tendo-se afirmado mais enquanto tradutora de francês. Verteu para a língua inglesa autores como Albertine Sarrazin, Bernard Clavel, Monique Lange e Robert Sabatier. Os seus poemas apareceram em várias revistas, entre as quais a Evergreen, onde publicou, em 1957, A Very Important Lady.

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home