25.6.07

PORTO?

Estou a tentar assistir ao debate sobre o Porto. Ainda não percebi nada. Não consigo sequer entender sobre o que estão a falar. Nada de nada. Zero. Citam Camões, falam de salões, mencionam o George Steiner, desenham jogadas futebolísticas, blá, blá, blá, Lisboa para aqui, Galiza para acolá. Ou eu sou burro – o que é mais que provável -, ou estão todos impressionados com o traje da Fátima Campos Ferreira.

6 Comments:

At 1:35 da manhã, Blogger loucomotiva said...

acabei também de ver o debate (ou suposto debate), sobre a cidade onde nasci e vivo, o Porto. poderias achar não teres percebido nada porque não vives aqui (há sempre esta justificação para arrumar com uns ou outros a opinar sobre qualquer assunto 'interno'), contudo garanto-te que aqui estou há 30 anos e também não percebi nada do que por ali se disse!!!

Jorge GP
segunda-furia.blog.com

 
At 2:07 da manhã, Blogger loucomotiva said...

contudo também acho que o efeito do traje da Fátima Campos Ferreira foi demolidor, tendo em conta o adiantar da idade da maioria dos convidados!!!

Jorge GP
segunda-furia.blog.com

 
At 4:40 da manhã, Anonymous Anónimo said...

Pois percebeu-se muita coisa:
o "empreendedorismo", a raíz mercantil do poder da velha burguesia portuense, a cena inquestionável do costume: empobrecimento, despovoamento da Baixa, êxodo dos "melhores" para a lisboetagem, as massas da CEE mal distribuidas, etc.Para além dos homens do dinheiro e de uns semi-palavrosos e envelhecidos "homens da Cultura", de alguns políticos profissionais e de uns burocratas universitários, que não disseram nada de lúcido, e da srª que costuma culpar as "grandes superfícies" de todas as degradações, não escutei ali "cidade".

Salvou-se talvez o Nuno Portas, que falou tão pouco, que nem se percebeu nada dos profundos conhecimentos de urbanismo, de habitar e fazer cidade, que ele tem.
Claro que eram óbvias certas ausências "que não aceitaram o convíte".

Achei singular, ser um homem do PSD,-até parece que o Porto é todo de direita -...o único a falar de assimetrias sociais e 20% de habitações camarárias.
Para além do inenarrável Magno, muito aflito de não se saber a origem do "Salão Árabe", faltou ali falar alguma coisa de Sociologia, Hisatória Política,com boas e acessíveis sínteses.
Assim ficamos reduzidos àquilo.
Nem um músico,cineasta, pintor,(salvo o vetusto Rodrigues) nem um escritor ou artista plástico da nova geração.

Valham-nos os poemas do Pedro Homem de Mello. Ou até do Sena e do Eugénio, que não eram do Porto, mas o conheciam.

Considero este "P e C" o menos conseguido de todos a que ocasionalmente assisti.

Porty

 
At 9:25 da manhã, Anonymous Anónimo said...

Mas vocês estão todos doidos???
Desde quando é que o objectivo do "Prós & Contras" é perceber alguma coisa??
Qualquer dia estão a exigir que os políticos sejam coerentes ou a escandalizarem-se porque há promiscuidade entre os autarcas e o futebol...

 
At 2:55 da tarde, Anonymous luis pedroso said...

olá. o meu nome é luís brito pedroso e gostava de lhe enviar um exemplar do meu último livro de poemas, o meu nome e a noite

para onde o posso enviar?

 
At 9:11 da tarde, Anonymous hmbf said...

Luís Pedroso, escreva-me para o e-mail universosdesfeitos@yahoo.com.br .

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home