13.12.07

A casa das musas #5




Já era altura de escolher uma portuguesa para esta casa, por isso aqui está A MUSA e em vez de um vídeo escolhi dois. ELA não necessita de apresentações, todos nós temos Amália na voz cantou o António Variações, como podem ouvir neste vídeo, uma excelente homenagem com autoria de Catarina Rocha; o António Variações conseguiu cantar o que sinto em relação à MUSA.


Foi muito difícil escolher o segundo vídeo, porque A MUSA interpretou um reportório muito vasto, não cantou apenas em português, não interpretou apenas fado, também o flamengo, o tango, cantou em francês, em alemão ou em inglês; mas nisto de escolher sigo a empatia, algo que é difícil de explicar, prefiro a língua mãe e o céu de Lisboa: A Gaivota na sua VOZ contém o azul dramático e a luz deste céu, é um sublime momento de perfeita simbiose entre a poesia de Alexandre O’Neill e a música de Alan Oulman, Voz Amália de nós.

Maria João

2 Comments:

At 5:47 da tarde, Anonymous Espardelos da Mouraria said...

maria joão, é muito difícil falar sobre a Amália, mas recordá-la, vivê-la, só se pode fazer assim, entre as casas velhas de lisboa e o céu que continuamente chama pela sua voz e pelo nosso silêncio, sem mais palavras, sem mais nada

 
At 12:17 da manhã, Blogger etanol said...

Tens razão, espardelos da mouraria, é dificil falar da Voz Amália de nós.
Maria João

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home