6.12.07

DA TEORIA À PRÁTICA

Passei ontem os olhos pelo Clube de Jornalistas. Falavam de provedores, de jornalismo da velha e da nova guarda, da predominância dos interesses mercantis em detrimento da qualidade jornalística, das transformações exercidas pelo advento das novas tecnologias, etc. Fiquei a pensar quando é que esta história das novas tecnologias deixará de ser advento. Andamos há mais de 10 anos a falar, num tom misto de queixume e de temor, no advento das novas tecnologias, na necessidade de adaptação aos tempos modernos. E enquanto ouvimos falar nessas necessidades, os tempos vão deixando de ser modernos. É um mal generalizado do país: primeiro que se parta para a acção, perdem-se anos a discutir o sexo dos anjos, a esgrimir argumentos inconsequentes, a teorizar sobre teorias, a realizar estudos acerca de estudos que já foram realizados acerca de outros estudos que, por sua vez, são consequência de outros estudos que foram feitos a pensar nos estudos que virão.

2 Comments:

At 5:33 da tarde, Blogger Torquato da Luz said...

Caro Henrique, está desfeito o mistério: foi você. Realmente, o audímetro registara a ocorrência, mas não se sabia de quem se tratava, para lhe ser enviado o prémio.
Parabéns, então!

 
At 11:20 da tarde, Blogger hmbf said...

Eu e os meus heterónimos.

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home