25.12.07

ESTA NOITE AO MEIO-DIA

(para Charles Mingus e os Clayton Squares)

Esta noite ao meio-dia
Os supermercados anunciarão DESCONTO em tudo
Esta noite ao meio-dia
As crianças de famílias felizes serão mandadas para um asilo
Os elefantes contarão uns aos outros anedotas humanas
A América vai declarar paz à Rússia
Generais da Grande Guerra venderão capacetes nas ruas no 11 de Novembro
Os primeiros narcisos do Outono hão-de aparecer
Quando as folhas caírem para as árvores

Esta noite ao meio-dia
Os pombos vão caçar gatos pelos quintais
Hitler dir-nos-á que lutemos nas costas e nas praias
Um túnel será aberto sob Liverpool
Serão avistados porcos voando em formação sobre Woolton
e Nelson não só receberá o olho de volta mas também o braço
Os Americanos brancos exigirão igualdade de direitos
em frente da Casa Preta
e o Monstro acaba de criar o Dr. Frankenstein

Moças em bikini estão a banhar-se na lua
Canções populares estão sendo cantadas por autêntico povo
As galerias de arte são interditas a maiores de 21 anos
Os poetas vêem os seus poemas no Top 20.
Os políticos são eleitos para manicómios
Há empregos para todos e ninguém os quer
Em ruelas escusas amantes adolescentes beijam-se
à luz do dia
Em campas esquecidas em toda a parte os mortos calmamente
enterrarão os vivos
e
Tu dir-me-ás que me amas
Esta noite ao meio-dia

Tradução de Manuel de Seabra.


 Adrian Henri

Adrian Henri nasceu a 10 de Abril de 1932. Poeta e pintor, tornou-se conhecido como teórico do denominado grupo de Liverpool, composto por um trio de poetas, Brian Patten, Roger McGough e o próprio Adrian Henri, feitos notar a partir da publicação da antologia The Mersey Sound. Estudou arte, foi professor, ganhou vários prémios nesse domínio. Foi membro de uma banda, The Liverpool Scene, com a qual gravou quattro LPs de poesia e música. Faleceu no dia 21 de Dezembro de 2000.

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home