7.12.07

ESTE PEDAÇO DE ESCUMALHA




1. Eu também acho que este pedaço de escumalha devia ganhar o prémio nobel da paz. Ou talvez dois; com um deles sempre poderia tentar subornar o júri de outro prémio nobel qualquer.

2. Este pedaço de escumalha agendou aquela reunião nos Açores porque estava, como ele próprio admite, muito mal informado
. É que estava tão mau tempo nos açores, culpa do anticiclone do Iraque. Uma vez no Bairro Alto vi, no meio da confusão, o Paulo Coelho. Quando voltei atrás pra lhe chamar charlatão já não o consegui encontrar. Não se deve perder tempo nem mandar recados. Comparado com o anticiclone, o Paulocas não passa de uma brisazinha de assoar.

3. Este pedaço de escumalha tem tido, na sua própria opinião, uma bela “carreira
. Esta carreira é, obviamente, a carreira de todos nós. Exactamente como a selecção de futebol.

4. No entanto, sempre que eu quero formar um “grupo de intervenção” (!), toda a gente fica subitamente ocupadíssima.

5. A questão é sempre a mesma: o medo move montanhas. Qual quê? Eu tenho é que ir às compras com a natércia, se tivesses que ir às compras com a natércia dizias o mesmo. Oh pá, tu pá, tu nem sabes a minha vida meu, pá.


Rui Costa

3 Comments:

At 7:08 da tarde, Blogger blimunda said...

ó pá, eu nem sou nem tenho natércia... bute aí...:)

 
At 3:05 da tarde, Anonymous Anónimo said...

quem é que acredita que o gajo «não estava informado», e bem? por isso o «pedaço de escumalha» é legítimo, ele merece-o,mas parece que isto não merece muitos comentários ao pessoal que gosta tanto da poesia linda, linda de Rui Costa. Porra, sempre é um grande de Portugal, escumalha é o Chávez, dirão os urbanos civilizados que adoram poesia e eels próprios a são em pessoa.
GAF

 
At 11:36 da tarde, Anonymous Anónimo said...

GAF: é a lindeza que governa o mundo, né?

Rui Costa

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home