30.1.08

INÉDITOS DE JORGE AGUIAR OLIVEIRA #5

GANGUES DE BADALHOCOS



Vai ser executado amanhã
quando baterem onze horas.
A nota à imprensa refere
que serão declamados poemas
por consagrados actores
profissionais, em vários cafés
da praça, antes e depois
da agulha o foder. Em directo,
pela televisão, um royalty show
estilo democrático para bater
o record das audiências
canibalescas. Há patrocinador,
comissária, padre e comentador
na comissão de honra
do pelotão de execução.

Não sendo da geração
qualquer coisa tanto faz,
que trocou a poesia por fórmulas
4x4 raiz quadrada, calhaus,
asteróides ou baratas
de laboratório, trincava
no entanto, pregos
e cachorros em restaurantes
que são vagões de gado
em alumínio. A sua sandes
de engasgue, foi uma violação
muito mediática, senão...

Pisando sombras de varandas,
segui à chuva passando junto
à janela mal iluminada por detrás
do teu peito. Parando, rasguei
a noite para não chegar o dia
e assoprar as cinzas desta
agonia e rasguei o bilhete
para o espectáculo.

Jorge Aguiar Oliveira

0 Comments:

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home