5.3.08

AO QUE ISTO CHEGOU


Não sei. Eu acho que há duas coisas das quais ninguém se deve rir. É uma questão de educação. Quero dizer, a gente até pode rir. Mas há duas coisas que… Julgo ser de muito pouca educação, se me permitem, rir da ca(s/r)a de alguém… e de uma mulher a dançar. Mas Clara, que te console, pelo menos, o facto de me teres plagiado os méritos dançarinos. E juro que não digo plagiar só numa de gozo.

5 Comments:

At 12:50 da tarde, Blogger ka said...

já tinha ouvido rumores sobre esta performance.
desculpem-me, mas ... é impossivel nao reagir ao filme sob a forma de riso.

mais palavras, para quê?!

(a Clara foi muito corajosa! Samba não é para todos...)

 
At 1:06 da tarde, Blogger art&tal said...

muito mais para chorar

 
At 7:37 da tarde, Blogger matrioshka said...

como é que a sôtora, uma estudiosa, uma erudita de elite, alinha neste tipo de programas da pova??? além disso deu uma lição de dança, não há dúvida! fez-me lembrar uma senhora que trabalha comigo e que manca, quando ela arriscou dançar na festa de natal do trabalho... só não considero plágio porque as roupas de uma de outra são muito diferentes.

 
At 8:23 da tarde, Blogger ana salomé said...

mas não é toda a intelectual que cabe num vestidinho destes. :')

 
At 1:49 da tarde, Blogger etanol said...

Henrique, na arte da dança estou contigo e com a patuda da Clara, realmente o risinho nestas questões é falta de respeito!
Maria João

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home