15.9.08

SUBTERFÚGIO

— O que aconteceu, papá?
— É uma ambulância.
— O que é que ela quer?
— Quer passar.
— Para onde?
— Não sei, deve ter havido um acidente.
— Parou ali, papá.
— Pois parou.
— Se calhar foi ali o acidente.
— Deve ter sido.
— Como é que ela soube, papá?
— Alguém telefonou a pedir ajuda.
— Este acidente vai aparecer no telejornal?
— Acho que não.
— Porquê?
— Não me parece que tenha sido grave.
— O que é grave?
— É aparecer na televisão.

4 Comments:

At 7:45 da tarde, Blogger André Couto said...

Por vezes até nos esquecemos que há vida e país além do Telejornal...

 
At 11:02 da tarde, Anonymous sara monteiro said...

Don Delillo no seu "Ruído Branco" relata algo um pouco diferente, mas que faz lembrar: um quase acidente de aviação. Os psssageiros saem desgrenhados por um túnel contando a sua experiência de quase catástrofe e a filha do narrador pergunta "Onde é que está a televisão? ao que ele responde que não há televisão naquela terra.
"Então para que é que eles passaram por isto?" questiona a adolescente.

 
At 10:50 da manhã, Anonymous Anónimo said...

una "chute" (nao sei como se diz em português)maravilhosa. Importava-se que o utilizasse com os meus alunos ?

 
At 12:34 da tarde, Blogger m said...

e a verdade?... compensa?... ;)

 

Enviar um comentário

Links to this post:

Criar uma hiperligação

<< Home